Proporção, movimento e poses dinâmicas: você conhece a arte de desenhar o corpo humano?

Existem alguns recursos que facilitam o desenho do corpo humano

O desafio do desenho de corpo humano pode ser simplificado com algumas técnicas básicas

O corpo humano é uma das figuras mais interessantes para desenhar. Apesar do desafio, ilustrar a anatomia humana pode ser muito divertido. Para começar a esboçar os primeiros traços é necessário ter um pouco de conhecimento das técnicas e recursos, pois elas irão facilitar e ajudar a tornar o desenho mais realista.

Hoje, há várias formas de representar a anatomia humana. Os padrões estéticos mudaram ao longo do tempo e, além disso, novos tipos de desenho foram criados, como o cartoon e o mangá, que retratam o corpo humano com proporções diferentes das mais utilizadas.

Mas, nem sempre o que mais chama atenção na hora de fazer um desenho de pessoas é o formato ou os padrões. Os movimentos, as poses e as proporções fazem toda a diferença, eles podem deixar a figura mais realista e expressiva ou com proporções desiguais. Você sabe como funciona a influência desses pontos no desenho?

Proporções humanas no desenho anatômico 

As proporções tornam o desenho mais realista e dinâmico

O uso das proporções permite que o desenho ganhe características específicas. No desenho da anatomia isso é muito importante. A proporção básica usada desde a época grega até hoje é a que diz que o corpo humano tem a altura de oito cabeças. Ou seja, para começar a esboçar uma pessoa, primeiro você define o tamanho da cabeça e depois repete oito vezes, para ter a altura total.

Além disso, é preciso ter em mente que o corpo humano é formado por ossos e músculos. Eles precisam estar bem definidos e moldados de acordo com o sexo, idade e característica de cada um. Por exemplo, homens costumam ter ombros mais largos, enquanto as mulheres possuem cinturas mais finas e quadris mais largos.

Há também o uso da simetria. Apesar de o ser humano não ser 100% simétrico, as representações buscam pela igualdade entre o lado direito e esquerdo, deixando o desenho mais proporcional. Dessa forma, a figura fica mais parecido com a realidade.

Saber alinhar as proporções e aplicar a simetria são os primeiros passos para que o desenho do corpo humano seja feito de forma realista e de acordo com a anatomia humana em geral.

Movimento no desenho anatômico

Curso Faber-Castell: Desenho da Anatomia: Movimento

A principal diferença entre o ser humano e os objetos, no desenho, é o uso de movimento. Um desenho humano feito sem o uso de ações, gestos e expressões, tende a ficar parecido com um boneco ou uma escultura.

O ponto principal do movimento é mostrar energia e ação. O uso de linhas e sombras é uma boa forma de colocar os personagens em movimento. Além disso, o uso de volume no corpo também dá a ideia de ação à figura.

Usar curvas e variações de tamanho também são fundamentais para dar dinamismo ao desenho. Dependendo do ângulo em que a figura esteja sendo desenhada, a curvatura de um membro deve ser diferente da do outro, o mesmo vale para o tamanho.

Se, por exemplo, o desenho for de alguém correndo e o ângulo for frontal, é certo que a perna da frente terá um tamanho proporcionalmente maior que a de trás. Se o ângulo for lateral, elas têm um tamanho parecido, mas a curvatura muda: se a figura está com a perna direita na frente, mais dobrada, o desenho vai indicar que a dinâmica dela é impulsionar o corpo com aquela perna, se está esticada, a dinâmica do desenho nos diz: "agora ele vai absorver o impacto com essa perna".

Jogar com essa noção de tamanho de uma área do corpo em relação a outra, bem como com a de curvatura de cada parte, gera uma "conversa" contextual com quem está apreciando o seu desenho.

Desenho anatômico e as poses dinâmicas

Curso Faber-Castell: Poses dinâmicas

O último conceito a ser abordado é o uso de poses dinâmicas. Você sabe o que é? São as poses feitas por um modelo em um curto período de tempo. Ou seja, é como se fosse um clique feito pela câmera, só que representado em um desenho.

Essas poses não necessariamente precisam ser animadas ou intensas, mas devem capturar a ação, o ritmo e o movimento do personagem. É necessário fazer com que seus desenhos sejam expressivos, demonstrando flexibilidade e dinâmica.

Uma boa forma de começar a esboçar uma pose dinâmica é traçando uma linha curva na posição que será sua pose. A partir dela, o desenho tomará forma, então faça os braços, pernas e a cabeça, lembrando que essa parte não precisa ser perfeita, é só o formato inicial da figura.

Use linhas e sombras para dar movimento e dinâmica ao desenho

Depois que você traçou a linha de ação - que é a linha que define o movimento que o corpo está fazendo, como se fosse a "coluna vertebral" do desenho - , e deu traços também ao primeiro esboço, vá "encorpando" sua figura. Como?

Desenhe as formas de cada área do corpo. Essa parte é bem pessoal, depende do estilo de desenho que você vai seguir e até mesmo do seu próprio estilo.

As formas são definidas também pela estrutura da figura que você está desenhando: um halterofilista certamente tem formas diferentes de uma figura infantil. É bom que você comece desenhando baseado em um modelo - uma foto, ou mesmo uma pessoa -, assim fica mais fácil enxergar as formas que você vai replicar no desenho.

Os detalhes, após a definição das formas são muito importantes, para dar mais realismo e expressão ao seu desenho.

Ter domínio dessas formas, das angulações e curvaturas, vai ajudar até mesmo você definir o sombreamento da figura. Mas isso é assunto pra um outro texto aqui no blog.

O desenho da anatomia humana é muito interessante e inspirador e vale lembrar que a prática é o que leva à perfeição. Por isso, faça cursos que te inspirem e ajudem a enxergar o desenho da anatomia humana. Na Faber-Castell, os mais procurados são: Desenho da Anatomia - proporção, Desenho da anatomia - poses dinâmicas e Desenho da anatomia - movimento. Além disso, pratique, não desanime, tente várias vezes, busque referências, e, sobretudo, divirta-se fazendo. 

 

Comentários

Visitante
Sábado, 17 Abril 2021