O propósito no processo criativo: pergunte-me o porquê

pergunte-me-o-porquê

Seja qual for o processo criativo há um passo a passo que você pode seguir para torná-lo mais fluido. Simon Sinek, reuniu alguns exemplos desse processo no livro 'Ask me why' (Pergunte-me o porquê). Leia e descubra.

Você já parou para pensar por que algumas pessoas conseguem influenciar tanto outras? Ou, então, por que algumas criações conseguem tanto destaque em relação a outras? A resposta pode estar em alguns detalhes do processo criativo. Simon Sinek, autor britânico e palestrante, fala sobre isso em seu livro intitulado "Comece pelo porquê".

Nele, o autor explica que há duas formas de influenciar o comportamento das pessoas: a manipulação e a inspiração. Sem dúvida, a segunda opção é a ideal, e a mais buscada pelas pessoas que buscam criar, assim como despertar no público ideias inspiradoras. Afinal, é uma das formas de conquistá-lo através da emoção e da lealdade.

Um trecho do livro, que ressalta esse ponto diz: "Os irmãos Wright, a Apple e o Dr. King são apenas três exemplos. A Harley-Davidson, a Disney e a Southwest Airlines são outros três. John F. Kennedy e Ronald Reagan também foram capazes de inspirar. Não importa a origem, todos têm algo em comum. Todos os líderes e empresas inspiradores, seja qual for o tamanho ou o setor, pensam, agem e se comunicam exatamente da mesma forma. E essa forma é totalmente o oposto do que os outros fazem."

Ou seja, o autor cita grandes líderes que conseguiram, por meio de diferentes tipos de criações, influenciar um público enorme.

A partir dessa ideia central, Sinek esclarece que o processo criativo que tem como objetivo alcançar uma comunicação envolvente engloba 3 aspectos. Quer saber quais são eles e como conseguir o mesmo resultado no seu processo criativo? Então, acompanhe o post e anote as dicas!

Afinal, como é o processo criativo?

De acordo com Simon Sinek, há 3 aspectos que influenciam o processo criativo - 'porquê', 'como' e 'o que', que se organizam em 3 camadas, formando um gráfico que se assemelha a um alvo. Esse modelo influencia a forma como líderes e artistas se tornam grandes comunicadores, e capazes de levar uma ideia de maneira eficaz a grandes públicos.

Ele chamou essa teoria de Círculo Dourado, que é um diagrama que representa os níveis de compreensão. Esse modelo se divide em 3 camadas, formando um gráfico que se assemelha a um alvo.

O diagrama acima é composto dos seguintes elementos:

  • O círculo central: corresponde ao "porquê", isto é, ao propósito da criação.
  • O círculo intermediário se refere ao "como". Ou seja, como se desenvolve determinada ideia. Também abrange as abordagens e técnicas utilizadas para dar continuidade ao processo criativo.
  • O círculo externo, faz alusão ao "o quê", que tem relação com os seus objetivos e resultados. Logo, quando o propósito da sua criação, já considerou as formas mais eficazes de transmitir uma mensagem tecnicamente, o 'o que' se aproxima do âmbito da mensagem, e tem relação com o seu objetivo principal. Ter esses pontos claros na sua mente é um dos segredos do sucesso para comunicar-se de forma eficiente.

Então, como criar algo impactante?

Vamos utilizar a criação de uma tirinha em quadrinhos como exemplo.

Algumas vezes já está tudo claro na sua mente: os personagens, os cenários, o enredo e a mensagem que deseja passar. Mas, como aplicar o Círculo Dourado e envolver os leitores?

Então, vamos às camadas do diagrama. Como vimos no tópico anterior, a parte externa se refere ao "o que". Nesse caso, é a mensagem que você deseja passar através dos quadrinhos. Nesse sentido, se aproxima da narrativa em si. Isto é, como a história se inicia, quais são os pontos de virada e qual é o desfecho. Também é importante refletir sobre quais emoções você quer despertar no leitor.

Agora, vamos à segunda camada — a do "como". Ela está ligada à capacitação para utilizar os recursos e comunicar sua ideia da maneira mais eficaz. Para isso, o ideal é fazer cursos tanto para desenvolver a sua criatividade quanto para aprimorar suas técnicas de desenho, traços, composição de personagens, de cenários, entre outros. Para isso, não há limites. Por isso, procure sempre aprender mais e mais.

Por último, temos o "porquê". Qual é o propósito das suas tirinhas? O que move você a criá-las? Que resultado você espera dessa criação?

Ufa! Parecem muitas perguntas, certo? No entanto, se você tem claro: o 'porquê' (o propósito da criação) e 'o que' (mensagem a ser transmitida), você pode soltar a sua criatividade em decidir o 'como', ou seja, de que forma você quer passar essa história adiante. Aqui fizemos uma breve exemplificação com os quadrinhos, mas poderíamos aplicar essa lógica também a um anime, a uma ilustração, a muitas de suas criações no dia a dia.

É possível aplicar o Círculo Dourado em outros processos criativos?

Com certeza! A teoria de Simon Sinek pode (e deve) ser aplicada a todos os processos criativos. Em primeiro lugar, reflita sobre o porquê da sua criação (conecte-se com o que deseja alcançar), ou seja, defina os motivos pelos quais quer tanto dar vida à sua obra.

Para isso, aprimore suas técnicas com cursos específicos, como os disponibilizados pela Faber-Castell. Em seguida, use as melhores ferramentas para que ela se torne real: o que faz da sua ideia inspiradora e como causar impacto com ela?

Observe que, muitas ideias, às vezes parecem que já foram contadas. Mas, isso não impossibilita que você defina que 'a sua maneira de contar', ou seja, a etapa do diagrama que corresponde ao 'como' que pode ser completamente inovadora.

Colocar ideias em prática exige constante exercício e aperfeiçoamento, o que hoje pode ser feito através de uma ilustração, também pode surpreender em um formato inusitado, como aquarela, mangá, desenho 3D, entre outras inúmeras técnicas que dão a você novas formas de enxergar uma ideia, e dar a ela uma nova roupagem.

Assim, você consegue impactar seu público e criar um vínculo com ele. A Turma da Mônica, por exemplo, que começou como uma tirinha nos jornais em 1959, virou 'quadrinhos', filme, peça de teatro e desenho 3D, com personagens que falam com todas as gerações ao longo dos últimos 62 anos.

Seja para organizar as suas ideias com o Círculo Dourado, seja adotando outros métodos criativos, lembre-se: segundo Simon Sinek, conectar-se com a emoção do público é a chave para encantar. E explorar o seu processo criativo assim como as técnicas e ferramentas corretas que possibilitem você a chegar mais longe com a sua criatividade é um exercício de investigação constante.

Quer ajuda para explorar sua criatividade ao máximo? Então, faça o download do nosso Diário de Criatividade e extraia o melhor das suas ideias!

 O desenho infantil é uma atividade fundamental para o desenvolvimento das crianças. Afinal, os riscos e rabiscos ajudam na evolução cognitiva, motora, social, emocional e espacial.Além disso, permitem que os pequenos desenvolvam a percepção das...
6 Leitores
​Você sabia que as brincadeiras e as cores são fundamentais para o desenvolvimento infantil? Isso porque elas são muito mais do que uma mera distração, visto que estimulam os pequenos em diversos sentidos — na inteligência, curiosidade, imaginação, a...
77 Leitores
Para você que já leu sobre o propósito da criação, deve saber que chegar a uma boa ideia pode passar pela organização das mesmas. Então, o nosso objetivo é te dar um arsenal de ferramentas para tornar esse processo muito mais fácil. Você já ouviu fal...
162 Leitores
 

Comentários

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 18 Junho 2021